Monitoramento dos Recursos Hídricos do Distrito Federal

   

 a)    Rede de Monitoramento

A Adasa conta hoje com uma ampla rede de monitoramento das águas superficiais e subterrâneas. A rede superficial está em operação desde o ano de 2009, sendo sempre revista e aperfeiçoada. A rede de monitoramento das águas subterrâneas foi implantada em 2012 e sua operação teve início em 2013.

O mapa abaixo apresenta a localização de todas as estações da Adasa, superficiais e subterrâneas.

b)    Monitoramento das Águas Superficiais

A rede hidrometeorológica da Adasa que, inicialmente (2009), era composta por 44 estações de monitoramento hoje conta com 65 estações. Atualmente todas as 40 Unidades Hidrológicas do Distrito Federal possuem ao menos uma estação de monitoramento onde é feito o controle da quantidade e qualidade das águas. O mapa atual da rede de monitoramento das águas superficiais encontra-se na figura abaixo.

Para ter acesso aos dados do monitoramento quantitativo acesse o link do sistema Hidroweb (http://hidroweb.ana.gov.br/).

Clique aqui para visualizar a lista completa das estações hidrometeorológicas da Adasa.

mon01

c)    Monitoramento das Águas Subterrâneas

Em dezembro de 2012 foi finalizada a implantação da rede de monitoramento das águas subterrâneas da Adasa, e em 2013 foi dado início ao monitoramento quali/quantitativo, com medições semestrais do nível estático e de 11 parâmetros de qualidade de água. A rede é composta por 42 pares de poços sendo sempre um raso (de até 30m) ao lado de um profundo (de até 150m). A rede alcança praticamente todos os sistemas dos domínios fraturado e poroso do Distrito Federal, conforme demonstra os mapas abaixo.

mon02

mon03

d)    Qualidade de Água
A qualidade das águas superficiais é avaliada trimestralmente com a medição de 19 (dezenove) parâmetros. Destes, 9 (nove) parâmetros são utilizados para o cálculo do Índice de Qualidade das Águas (IQA), desenvolvido pela NSF (National Sanitation Foundation), EUA, e adaptado pela CETESB/SP.  Cada parâmetro tem um peso relativo, de acordo com sua importância na indicação da qualidade da água (Tabela 1). A partir daí o IQA é calculado pelo produtório ponderado dos índices correspondentes aos parâmetros conforme a fórmula:
 
Onde:
IQA – índice de qualidade da água, um número de 0 a 100
qi – qualidade do parâmetro i obtido por meio da fórmula específica
wi – peso atribuído ao parâmetro em função de sua importância na qualidade, entre 0 e 1
Tabela 1 – Peso dos Parâmetros

mon04

Em dezembro de 2014 foi publicada a Resolução nº 02/2014 do Conselho Distrital de Recursos Hídricos que dispóes sobre o Enquadramento dos Corpos Hídricos do Distrito Federal. Para acessar a Resolução, clique aqui.

e)    Pluviosidade

A verificação da quantidade de chuva, assim como sua distribuição espacial e temporal, é de extrema importância na gestão dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos. A figura abaixo demonstra a distribuição das chuvas no Distrito Federal no ano de 2014, utilizando a metodologia dos Polígonos de Thiessen.

mon05