Adasa recebe projeto de recuperação do Canal do Rodeador

 
Com o objetivo de aumentar a eficiência no uso da água, a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) recebeu na última sexta-feira (02) o projeto executivo de revitalização do Canal do Irrigação do Rodeador, situado na Bacia do Descoberto.
 
O projeto refere-se a uma adutora de água bruta e ao sistema de distribuição do canal elaborado pela A1MC Projetos Eirele, vencedora da licitação, e terá impacto direto na segurança hídrica da população do Distrito Federal. Sua recuperação permitirá que os irrigantes continuem a dispor da água para a produção de alimentos inclusive no período de seca e, ao mesmo tempo, aumente a quantidade de água que chega ao Reservatório do Descoberto.
 
A recuperação do canal é uma iniciativa da Adasa. O projeto foi desenvolvido com base na execução de serviços de campo, compreendendo estudos de perdas e contribuições do canal, estudos topográficos e lançamentos necessários para a execução da obra, além de estudos técnicos que fundamentaram o projeto executivo hidráulico das obras.
 
canal
 
A estimativa da Agência é que após a execução do projeto seja possível diminuir a captação de água pelos irrigantes em 30% no período chuvoso e em 50% na estiagem. De acordo com o superintendente substituto de Recursos Hídricos da Adasa e coordenador de outorgas, Hudson Rocha de Oliveira, as obras no canal podem reforçar a captação da barragem em 250 L/s, quantidade suficiente para o abastecimento de uma cidade com 120 mil habitantes. 
 
“O Canal do Rodeador enfrenta graves problemas de vazamentos e infiltrações, o que prejudica produtores e faz necessária a captação de uma maior vazão logo no início do canal para compensar as perdas. Com estas melhorias, será possível reduzir a captação de água destinada a agricultura, aumentar sua eficiência e, consequentemente, a quantidade de água que chega na Bacia do Descoberto”, afirmou. 
 
Em dezembro de 2017, o Governo de Brasília recebeu autorização para a assumir empréstimo de cerca de R$ 130 milhões para obras de combate à crise hídrica. O projeto executivo prevê a revitalização do canal por meio da implantação de 32 quilômetros de tubulação. A ação é uma das três iniciativas da Agência que integram o Acordo de Resultados do GDF, formalizado e fevereiro do último ano, e busca cumprir o mapa de metas fixado para o período de 2016 a 2019, que tem como slogan "Orgulho de Viver em Brasília". 
 

Assessoria de Comunicação e Imprensa
aci@adasa.df.gov.br
(61) 3961-4909/4972