Resolução da Adasa revoga racionamento nos sistemas isolados

captacao do paranoazinho sobradinho

 

Nesta segunda-feira, 12, a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito federal (Adasa) publicou no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) a Resolução nº 22, que revoga e Resolução nº16 e o Artigo 5º da Resolução nº19 da Adasa, todas deste ano.

Com a publicação dessa norma, fica suspenso o racionamento de água nas cidades atendidas por sistemas isolados de abastecimento, onde a captação é feita em córregos e rios - Sobradinho I e II, Planaltina, São Sebastião, Jardim Botânico e Brazlândia. Aproximadamente 12 % da população do DF depende desse tipo de manancial.

A revogação da Resolução nº 16 traz consequências para os agricultores que integram a Associação dos Usuários do Canal Santos Dumont, em Planaltina. Desde setembro, esses produtores rurais estavam com a vazão outorgada para captação de água reduzida em 50% e, a partir de agora, voltam a dispor de 300 litros de água por segundo para a irrigação das suas culturas, como foi estabelecido inicialmente pela outorga.

Resolução Adasa nº 16 trata do regime de restrição do abastecimento da água potável fornecida pela Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) para as regiões atendidas pelos sistemas isolados.

E artigo 5º da Resolução Adasa nº 19 versa sobre a suspensão da concessão de outorgas para captação de água subterrânea. Para a utilização dos recursos hídricos no Distrito Federal, é necessário obter a outorga de uso da água, concedido pela Adasa.

Com a chegada das chuvas e o empenho da população para a redução no consumo, os corpos hídricos estão em recuperação. Isso permite a regularização da captação de água feita pela Caesb para tratamento e distribuição pelos sistemas isolados. Mesmo assim é necessário que a população continue a praticar o uso racional da água.

Assessoria de Comunicação e Imprensa 
Telefones: 3961-4909/4972 
aci@adasa.df.gov.br