Evento da Adasa renova o compromisso de conservação do Lago Paranoá

 

O encerramento da 8ª Semana Lago Limpo, na Praia Norte, renovou o compromisso de conservação do Lago Paranoá. Crianças e familiares que participaram do evento, no último sábado (14/9), tiveram a oportunidade de reforçar, por meio de brincadeiras e demonstrações, a necessidade da destinação correta dos resíduos para a manutenção da qualidade e da segurança hídrica.  A cerimônia de encerramento contou com a participação de autoridades e representantes da sociedade civil, que reconheceram a importância do evento promovido anualmente pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa).

“O Lago Paranoá é o primeiro lago tropical urbano recuperado no mundo. Isso é motivo de orgulho para nós. Estamos captando água do lago para abastecer a população do DF. A qualidade é reflexo do comportamento, da educação das pessoas. Eventos como esse, de educação ambiental, têm efeito direto na qualidade do lago e na qualidade de vida da população”, afirmou o assessor de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb), Vladimir Puntel Ferreira.

A Semana Lago Limpo deste ano manteve a tendência de edições anteriores, de diminuição do volume de resíduos recolhidos pelos reeducandos do Sistema Prisional do DF. Ao todo, foram retirados em dois pontos do Lago Paranoá 900 quilos de resíduos, entre latas de bebidas, garrafas pet e sacos plásticos. Em 2017, o volume foi de 1 tonelada. 

“Temos trabalhado em prol do Lago Paranoá nesses últimos anos e a parceria da Adasa nesse processo tem sido fundamental para que o lago seja cada vez mais limpo, mais utilizado e mais seguro”, disse o vice-presidente do Movimento Ocupe o Lago, Tony Lopes.

A cerimônia de encerramento contou também com a presença do secretário do Trabalho e da Educação, João Pedro Ferraz dos Passos, e do Administrador do Lago Norte, Marcelo Ferreira da Silva, que elogiaram a iniciativa.

Para o diretor-presidente da Adasa, Paulo Salles, a redução gradativa do volume de resíduos sólidos representa uma maior conscientização da sociedade. Observou, porém, que a conservação do lago exige uma preocupação ainda maior, pela característica do corpo hídrico. “O lago recebe água de vários córregos. Por isso é importante cuidar da nossa cidade, de nossos rios para que a água permaneça limpa. O futuro espera muita consciência, muita participação”.

A Semana Lago Limpo foi realizada em parceria com 13 instituições. Participaram da força-tarefa a Capitania Fluvial de Brasília, a Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), a Brasília Ambiental (Ibram), o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) a Administração do Lago Norte, a Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe) , a Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb) a Polícia Militar do DF, o Corpo de Bombeiros Militar, a Universidade de Brasília (UnB), o Comitê de Bacia Hidrográfica do Paranaíba-DF, o Serviço Social da Indústria (Sesi/Fibra) e o Movimento Ocupe o Lago.

Assessoria de Comunicação e Imprensa
aci@adasa.df.gov.br
(61) 3961-4909/4972